Como lidar com a mastite na amamentação?

Doutor Já Redação

O que é mastite?

A mastite significa inflamação da mama. Esta condição pode ser causada por ductos mamários bloqueados (mastite não infecciosa) ou por uma infecção bacteriana (mastite infecciosa).

Se o ducto mamário bloqueado não for liberado, sintomas de resfriado como febre e dores podem se desenvolver. Bloqueios do ducto mamário fazem o leite se juntar na mama e causam inflamações (dor e inchaço). Um mamilo com “rachadura” permite a entrada de bactérias no seio, causando uma infecção.

A amamentação continuada ou a retirada de leite é a parte mais importante do tratamento da mastite.

Procure um médico imediatamente se o seu peito estiver vermelho, quente ou sensível (e se não melhorar com a dica acima) ou se você tiver sintomas de resfriado junto com febre.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

Sintomas de mastite

A mastite faz com que o seio ou partes do seio fiquem:

  • Sensíveis ou doloridas
  • Quentes
  • Avermelhadas
  • Duras e inchadas

Outros sintomas podem incluir:

  • A pele pode parecer firme e brilhante, e ter riscos vermelhos.
  • Você se sentir muito mal e estar com uma temperatura alta (acima de 38 °C)

Como a mastite se desenvolve?

Os fatores que fazem a mulher a ter os ductos mamários bloqueados, levando à mastite, são:

  • Má drenagem da mama – isso pode ser causado pelo mau posicionamento do bebê no peito ou por limitar o tempo do bebê no peito
  • Ingurgitamento da mama devido a uma amamentação perdida (não dada) ou pelo atraso de uma
  • Um sutiã apertado ou mal ajustado ou deitar constantemente na mesma posição durante o sono
  • Segurar o peito com muita força durante a alimentação
  • Um trauma, como um chute de uma criança ou a pressão de um cinto de segurança.

Outros fatores que predispõem a mulher à mastite incluem:

  • Uma saúde física ruim
  • Um trauma no mamilo devido ao posicionamento errado do bebê durante as amamentações
  • O uso de cremes para os mamilos, que podem abrigar bactérias

Evitando a mastite

Para ajudar a evitar a mastite:

  • As mães e as parteiras devem lavar cuidadosamente as mãos antes de tocar nos seios após trocar a fralda do bebê
  • Certifique-se de que o bebê está posicionado e fixado adequadamente no peito
  • Evite longos períodos entre as amamentações. Amamente frequentemente
  • Vista roupas largas e confortáveis. Se usar sutiã, o mesmo deve ser ajustado para servir adequadamente
  • Evite cremes e pomadas para os mamilos e evite o uso prolongado de absorvente para os seios

Tratamento para mastite

É importante tratar os ductos mamários bloqueados para que eles não virem mastite. Aqui vão alguns fatores:

  • Assegurar que o bebê está se alimentando bem no seio afetado- oferecer a mama afetada primeiro pode ajudar
  • Aplicar calor no local alguns minutos antes da amamentação, massagear gentilmente a área afetada durante a amamentação e colocar compressas frias após a amamentação e entre elas.
  • Mudar a posição de amamentação
  • Drenar frequentemente os seios através da amamentação ou da retirada de leite

Se o bloqueio não melhorar entre 8 a 12 horas ou se você começar a passar mal, procure o seu médico.

O tratamento para mastite deve começar imediatamente. Talvez o seu médico não seja capaz de distinguir imediatamente entre uma inflamação simples ou infecção bacteriana, então, ele provavelmente tratará como se estivesse infeccionado.

As opções incluem:

  • A amamentação continuada e/ou a retirada de leite para drenar a mama.
  • Antibióticos (por exemplo, flucloxacilina ou cefalexina).
  • Medicação anti-inflamatória (como o ibuprofeno) ou analgásica (como paracetamol) para aliviar a dor, se for necessário.
  • Descanso e ingestão adequada de líquidos.
  • Calor antes de uma amamentação e frio depois.
  • Variar a posição da amamentação para aumentar a drenagem da mama.

Se você deseja parar de amamentar, é importante esperar até que a mastite tenha desaparecido. O desmame rápido pode levar a um abscesso mamário.

Fonte: Better Health

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

 

F