Quais São as Causas da Má Circulação?

Doutor Já Redação

Visão geral

O seu sistema circulatório corporal é responsável por enviar sangue, oxigênio e nutrientes para todo o seu corpo. Quando o fluxo sanguíneo, que vai para uma parte específica do corpo, é reduzido, você pode experimentar os sintomas da má circulação. A má circulação é mais comum nas extremidades, como nas suas pernas e braços.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

A má circulação não é uma condição em si. Pelo contrário, é um resultado de outros problemas de saúde.  Sendo assim, é importante tratar as causas subjacentes, ao invés dos sintomas. Muitas condições podem levar à má circulação.  As causas mais comuns incluem obesidade, diabetes, problemas arteriais e cardíacos.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

 

Sintomas da má circulação

Os sintomas mais comuns da má circulação incluem:

– Formigamento
– Dormência
– Ardência ou sensações latejantes nos seus membros
– Dor
– Cãibras musculares

Cada condição que pode levar à má circulação também pode causar sintomas únicos. Por exemplo, pessoas com doença arterial periférica podem ter disfunção erétil juntamente com dor típica, dormência e formigamento.

Causas da má circulação

Há muitas diferentes causas da má circulação.

1. Doença arterial periférica

A doença arterial periférica (DAP) pode levar à má circulação nas suas pernas. DAP é uma condição circulatória que causa o estreitamento dos vasos sanguíneos e artérias. Em uma condição associada chamada aterosclerose, as artérias endurecem devido ao acúmulo de placa nas artérias e vasos sanguíneos. Ambas as condições diminuem o fluxo sanguíneo para as suas extremidades e podem resultar em dor.

Com o passar do tempo, a redução do fluxo sanguíneo nas suas extremidades pode causar:

– Dormência
– Formigamento
– Dano neural
– Danos nos tecidos

Se não for tratada, a redução do fluxo sanguíneo e placa nas artérias carótidas podem resultar em derrame. Suas artérias carótidas são os maiores e principais vasos sanguíneos que levam o sangue ao seu cérebro.  Se houver acúmulo de placa nas artérias do seu coração, você está em risco de ter um ataque cardíaco.

A DAP é mais comum em adultos com mais de 50 anos de idade, mas também pode acontecer em pessoas mais novas. As pessoas que fumam têm um risco maior de desenvolver a DAP precocemente.

2. Coágulos sanguíneos

Os coágulos de sangue bloqueiam o fluxo sanguíneo, seja parcialmente ou completamente. Eles podem se desenvolver praticamente em qualquer parte do seu corpo, mas um coágulo de sangue que se desenvolve nos seus braços ou pernas pode levar a problemas circulatórios.

Os coágulos sanguíneos podem se desenvolver por uma série de razões e eles podem ser perigosos. Se um coágulo de sangue se romper, ele pode passar para outras partes do corpo, incluindo o coração ou os pulmões. Ele pode também levar a um derrame. Quando isso acontece, os resultados podem ser sérios ou até mesmo fatais. Se descoberto antes que cause um problema maior, um coágulo sanguíneo pode ser tratado com sucesso.


3. Varizes

As varizes são veias alargadas causadas pelo mau funcionamento das válvulas. As veias parecem retorcidas e inchadas e são mais frequentemente encontradas na parte de trás das pernas. As veias prejudicadas não podem mover o sangue tão eficazmente como as outras veias, então, a má circulação pode ser um problema.

Os seus genes determinam em grande parte se você vai ou não desenvolver varizes. Se um parente tem varizes, o seu risco é maior. As mulheres também são mais propensas a desenvolvê-las, assim como as pessoas com sobrepeso ou obesas.

4. Diabetes
Você pode pensar que a diabetes apenas afeta a sua glicose, mas ela pode também causar má circulação em certas áreas do seu corpo. Isso inclui cãimbras nas suas pernas, bem como dor nas suas panturrilhas, coxas ou nádegas. Essas cãimbras podem ser especialmente ruins se você for fisicamente ativo. Pessoas com diabetes avançada podem ter dificuldade na detecção dos sinais da má circulação. Isso ocorre porque a neuropatia diabética pode causar uma redução da sensibilidade nas extremidades.

Diabetes também pode causar problemas cardíacos e nos vasos sanguíneos. As pessoas com diabetes estão em maior risco de aterosclerose, pressão alta e doenças cardíacas.

5. Obesidade
Carregar por aí quilos extras coloca um peso no seu corpo. Se você está com excesso de peso, ficar sentado ou em pé por horas pode levar a problemas de circulação.
Estar acima do peso ou com obesidade também aumenta o seu risco de desenvolver muitas outras causas da má circulação, incluindo varizes e problemas nos vasos sanguíneos.

6. Fenômeno de Raynaud

As pessoas que sentem as mãos e pés frios cronicamente podem ter uma condição chamada fenômeno de Raynaud. Esta doença faz com que as pequenas artérias das suas mãos e dedos dos pés se estreitem. As artérias estreitadas são menos capazes de movimentar o sangue através do seu corpo, então você pode começar a sentir sintomas da má circulação. Os sintomas do fenômeno de Raynaud geralmente ocorrem quando você está em temperaturas baixas ou está se sentindo excepcionalmente estressado.

Outras áreas do seu corpo podem ser afetadas, além dos dedos das mãos e dos pés.  Algumas pessoas terão sintomas nos lábios, nariz, mamilos e orelhas.  As mulheres, como também as pessoas que vivem em locais com climas mais frios, têm uma propensão maior a desenvolver o fenômeno de Raynaud.


Diagnosticando a má circulação

Tendo em vista que a má circulação é um sintoma de várias doenças, diagnosticar a condição ajudará o seu médico a diagnosticar os sintomas. É importante, em primeiro lugar, informar qualquer histórico familiar de má circulação e doenças relacionadas. Isso pode ajudar o seu médico a avaliar melhor os fatores de risco, além de determinar quais exames são mais apropriados.

Além de um exame físico para detectar a dor e inchaço, o seu médico pode pedir:

– Um exame de sangue de anticorpos para detectar condições inflamatórias, como o fenômeno de Raynaud
– Um exame de glicose no sangue para diabetes
– Exames de sangue para procurar níveis elevados de dímero D no caso de um coágulo sanguíneo
– Um ultrassom ou tomografia computadorizada
– Exames de pressão arterial, incluindo testes das pernas


Tratando a má circulação

Tratamentos da má circulação dependem da condição que está causando esse sintoma. Os métodos podem incluir:

– Meias de compressão para pernas doloridas e inchadas
– Programa especial de exercícios recomendado pelo seu médico para aumentar a circulação
– Insulina para diabetes
– Cirurgia por laser ou veia endoscópica para varizes

Os medicamentos podem incluir remédios para a dissolução de coágulos, assim como diluidores de sangue, dependendo da sua condição. Bloqueadores alfa e bloqueadores dos canais de cálcio são usados para tratar o fenômeno de Raynaud.


Qual é a visão geral?

Você deve conversar com o seu médico sobre os possíveis sintomas da má circulação. Se você tiver sintomas desconfortáveis, eles podem estar sinalizando uma condição subjacente. Doenças não tratadas podem levar a sérias complicações. O seu médico buscará determinar a causa da má circulação e tratar o problema subjacente (implícito).

Quando descobertas precocemente, as doenças que levam à má circulação são tratáveis. Se não for tratada, a má circulação pode indicar que uma doença está em um estado progressivo. Complicações com risco de vida, como coágulos sanguíneos soltos, também podem ocorrer se a doença não estiver sendo tratada adequadamente. Trabalhe com o seu médico para iniciar um plano de tratamento completo que inclua também um estilo de vida saudável.

Fonte: Healthline

Precisa de Consultas, Exames e Medicamentos? Conheça o Cartão Doutor Já!

F