Tipos de estresse e tudo que você precisa saber sobre eles

Doutor Já Redação

O que é estresse?

Estresse é quando você percebe uma ameaça ou um grande desafio e seu corpo libera substâncias químicos e hormônios. Apesar do conceito ser o mesmo, existem diferentes tipos de estresse e nesse artigo vamos falar sobre cada um. Você também vai conhecer as causas mais comuns.

O estresse desencadeia a sua resposta “luta ou fuga”. Geralmente, depois de você escolher um desses dois, o seu corpo deve relaxar. O estresse constante em excesso pode ter efeitos negativos na sua saúde em longo prazo. 

 

Todo estresse é ruim?

O estresse não é necessariamente algo ruim. É o que ajudou os nossos ancestrais caçadores-coletores a sobreviver, e, no mundo de hoje, é tão importante quanto antes. É saudável quando ajuda você a evitar um acidente, a cumprir um prazo apertado, ou a pensar com clareza em meio ao caos.

Todos nós nos sentimos estressados de vez em quando e nem sempre é uma coisa ruim. O dia do seu casamento, por exemplo, pode ser considerado um bom tipo de estresse. É por isso que dizemos que existem vários tipos de estresse.

 

É rápido

O estresse deve ser temporário. Uma vez que você tenha passado pelo momento “lute ou fuja”, o seu batimento cardíaco e respiração devem diminuir e os seus músculos devem relaxar. Em um curto período de tempo, o seu corpo deve voltar ao seu estado natural sem qualquer efeito negativo duradouro.

O estresse frequente, prolongado ou grave pode fazer sua mente e seu corpo ficarem prejudicados.

Calma, é importante ressaltar que é impossível não ter NENHUM estresse. Mas podemos aprender a evitá-lo quando possível e administrá-lo quando for inevitável.

 

Definindo estresse

O estresse é uma reação biológica normal a uma situação que te pareça perigosa.

Isso faz com que o seu coração bata mais rápido e manda sangue aos músculos e órgãos importantes. Você se sente cheio de energia. Isso é para você se concentrar nas suas necessidades imediatas. Estes são os diferentes estágios de estresse e como as pessoas se adaptam.

 

Hormônios do estresse

Quando você percebe perigo, o seu cérebro reage, liberando muitos hormônios.

Esses hormônios são a maneira natural de preparar você para enfrentar o perigo e aumentar as suas chances de sobrevivência.

Um desses hormônios é a adrenalina.”. De uma maneira rápida, a adrenalina:

– Aumenta o seu batimento cardíaco

– Aumenta a sua respiração

– Faz o sangue ir para os músculos

– Estimula o suor

Contudo, ficar estressado frequentemente podem levar:

– À danificação de vasos sanguíneos

– À alta pressão arterial, ou hipertensão

– A um maior risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral

– A dores de cabeça

– À ansiedade

– À insônia

– Ao ganho de peso

– Apesar da adrenalina ser importante, ela não é o principal hormônio do estresse. Esse é o cortisol.

 

Estresse e cortisol

Como o principal hormônio do estresse, o cortisol é responsável por:

 

– Ajudar na sua cicatrização

– Restringir funções que não são essenciais em uma situação de risco de vida

– Alterar a resposta do sistema imunológico

– Inibir o sistema reprodutivo e o processo de crescimento

– Afetar partes do cérebro que controlam medo, motivação e humor.

Tudo isso ajuda você a lidar de forma mais eficaz com situações bem estressantes. É um processo normal e crucial para a sobrevivência humana.

 

Perigo: Estresse por muito tempo

Se os seus níveis de cortisol permanecerem altos por muito tempo, a sua saúde será afetada negativamente. Isso pode contribuir para:

– Ganho de peso

– Pressão alta

– Problemas de sono

– Falta de energia

– Diabetes tipo 2

– Osteoporose

– Pensamentos confusos e problemas de memória

– Um sistema imunológico enfraquecido, deixando você mais vulnerável a infecções

O seu humor também pode ser afetado negativamente.

 

Tipos de estresse

Há vários tipos de estresse, incluindo:

– Estresse agudo

– Estresse agudo episódico

– Estresse crônico.

Nesse artigo, vamos falar sobre esses 3.

 

1- Estresse agudo

O estresse agudo acontece com todo mundo. É a reação imediata a uma situação nova e desafiadora. É o tipo de estresse que você pode sentir quando você escapa de um acidente de carro.

O estresse agudo também pode ocorrer devido à algo que você realmente gosta. É a sensação um tanto assustadora, mas emocionante, que você sente em uma montanha russa.

Esses incidentes de estresse agudo geralmente não causam nenhum dano. Eles podem até ser bons para você. As situações estressantes fazem você ficar melhor em futuras situações estressantes.

Depois que o perigo acaba, os seus sistemas corporais devem voltar ao normal.

 

Estresse agudo grave

O estresse agudo grave é outra história. Esse tipo de estresse, como quando você enfrentou uma situação de risco de vida, pode levar ao transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) ou outros problemas de saúde mental.

 

2- Estresse agudo episódico

O estresse agudo episódico é quando você tem episódios frequentes de estresse agudo.

Isso pode ocorrer se você estiver preocupado(a) frequentemente com coisas que acha que irão acontecer. Você pode achar que a sua vida está caótica e você aparentemente vai de uma crise para outra.

Certas profissões, como policiais ou bombeiros, também podem levar a frequentes situações muito estressantes.

Assim como o estresse agudo grave, o estresse agudo episódico pode afetar sua saúde física e bem-estar mental.

 

3- O estresse crônico

Quando você tem altos níveis de estresse por um longo período de tempo, talvez você tenha estresse crônico. O estresse em longo prazo dessa maneira pode afetar a sua saúde negativamente. Ele pode contribuir para:

– Ansiedade

– Doença cardiovascular

– Depressão

– Pressão alta

– Um sistema imunológico enfraquecido

O estresse crônico também pode levar a indisposições frequentes, como dores de cabeça, dores de estômago e dificuldades na hora de dormir. Ter informações sobre os diferentes tipos de estresse e como reconhecê-los pode ajudar.

 

Causas do estresse

Algumas causas comuns do estresse crônico ou agudo incluem:

– Viver com doença crónica

– Sobreviver a um acidente ou doença com risco de vida

– Ser vítima de um crime

– Ter/passar por estresses familiares, tais como:

um relacionamento abusivo

um casamento infeliz

processos de divórcio prolongados

questões de custódia dos filhos

– Cuidar de um ente querido com uma doença crónica, como a demência

– Viver na pobreza ou sendo um sem-teto

– Trabalhar em uma profissão perigosa

– Ter pouco equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, trabalhar longas horas ou ter um emprego que você odeia

– Operação militar

Conclusão

Não há um limite de coisas que podem causar estresse em uma pessoa, pois os motivos são tão variados como os indivíduos.

Não importa a causa, os efeitos no corpo podem ser graves se não forem administrados.

F