Você sabia que Depressão Catatônica é uma doença mental?

Doutor Já Redação

O que é Depressão Catatônica?

A depressão catatônica é um tipo de depressão que faz com que a pessoa fique sem palavras e imóvel por um longo período.

Atualmente, a Associação Americana de Psiquiatria (APA), considera a catatonia como uma subcategoria para várias doenças mentais, incluindo depressão, transtorno de estresse pós-traumático e transtorno bipolar.

4 Sintomas principais da catatonia

A catatonia é caracterizada pela incapacidade de se mover normalmente. Os sintomas podem ser:

  • Ficar parado
  • Falta de fala
  • Movimentos rápidos
  • Movimentos anormais

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

Como eu sei se tenho Depressão Catatônica?

Se você tem depressão catatônica, você pode sentir os seguintes sintomas da depressão:

  • Tristeza frequente
  • Perda de interesse na maior parte das atividades
  • Perda ou ganho de peso repentinamente
  • Mudança no apetite
  • Problemas para dormir e sair da cama
  • Ansiedade
  • Irritabilidade
  • Sentimentos de inutilidade e culpa
  • Fadiga
  • Dificuldade de concentração e pensamento
  • Dificuldade em tomar decisões
  • Pensamentos de suicídio ou morte

7 sintomas físicos da Depressão Catatônica

  • Falta de ânimo
  • Agitação
  • Incapacidade de se mover
  • Dificuldade para falar por causa da ansiedade
  • Movimentos incomuns
  • Imitar a fala ou os movimentos de outra pessoa
  • Recusar comer ou beber

Pessoas com catatonia grave podem ter dificuldades em completar tarefas diárias. Por exemplo, o simples ato de sentar na cama pode levar horas.

Quais são as causas da doença?  O que são Neurotransmissores?

Pesquisadores acreditam que a depressão é parcialmente causada por uma produção irregular de neurotransmissores.

Estes mediadores químicos são elementos químicos no cérebro que permitem que as células se comuniquem umas com as outras. Eles são mais comuns ligados à depressão são serotonina e noradrenalina.

Como resultado, o seu médico deve focar na causa para tratar os sintomas catatônicos de forma bem sucedida.

Tipos de tratamentos para depressão catatônica

Benzodiazepinas

Na maior parte das pessoas, essas medicações são eficazes, pois aliviam rapidamente os sintomas da catatonia, incluindo ansiedade, espasmos musculares e insônia. Mas, benzodiazepinas também viciam, logo, geralmente são usadas como um método de tratamento de menor duração.

Eletroconvulsoterapia

A eletroconvulsoterapia (ECT) é de longe o melhor tratamento para depressão catatônica. Ela adiciona eletrodos na cabeça que enviam impulsos elétricos para o cérebro, provocando uma convulsão.

Apesar da ECT, nos dias de hoje, ser considerada segura e um tratamento eficaz para uma vários transtornos de humor e doenças mentais, ainda há um risco. Por isso, atualmente, ela fica atrás das benzodiazepinas (o principal tratamento).

N-metil-D-Aspartato

Algumas pesquisas mostram que N-metil-D-aspartato (NMDA) também pode ser usado para tratar depressão catatônica. NMDA é um aminoácido derivado que imita o comportamento do neurotransmissor do glutamato, isto é, neurotransmissor de resposta rápida a memória, movimento e sensação.

Apesar de parecer ser um método de tratamento que dê certo, mais estudos são necessários para saber a seus efeitos colaterais corretamente.

Estimulação magnética transcraniana repetitiva (EMTr)

Outros tratamentos promissores são as estimulações magnéticas transcranianas repetitivas (EMTr) e certos antipsicóticos incomuns, particularmente aqueles que bloqueiam os receptores D2 de dopamina (neurotransmissor conhecido como o do prazer). Porém, mais pesquisas são necessárias para determinar se esses métodos são efetivos no tratamento de pessoas com depressão catatônica.

Fonte: Health Line

Precisa de Consultas, Exames e Medicamentos? Conheça o Cartão Doutor Já!

F